sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Da suavidade

Minha virada de ano não teve shows, mas teve o toque de uma menina que conseguiu amarrar o caos de acontecimentos de 2010, assentar e dar algum sentido a tudo o que houve tão rápido.

Não teve pirotecnia, mas tinha um brilho no olhar que me fez, depois de muito tempo, descansar. E voltar a escrever.

Teve um sorriso doce, fácil, ainda que sutil. Um do jeitinho que eu nunca tinha imaginado e perfeito só por isso.

Meu réveillon saiu completamente diferente do que eu tinha planejado, graças a Deus.

Bem vindo, 2011. Carrega com você essa paz do começo.

sábado, 18 de dezembro de 2010

Um bando de otários

Há pouco tempo houve uma greve dos motoristas de ônibus aqui da grande Vitória. Pediam 30% de aumento de salário. Lembro que comentei: "Tão malucos, ninguém vai dar 30% assim de uma vez..."
Pois eis que, essa semana, os homens do poder, nossos digníssimos representantes, aprovam pra si próprios aumentos de, no mínimo 60%. SESSENTA! Pra trabalhar, quando muito, três vezes por semana! Enrolando, ainda por cima.

Sabe o que isso significa? Que tá faltando "nós somos" no início do título do post.

E o pior: eles estão dizendo isso e nós aceitando caladinhos.

E sabe por quê? Nós não sabemos protestar. Somos um povo cordeiro, que adora se fazer de vítima. Principalmente os jovens, que quando não cheiram pó, estão ocupados cheirando gatinhos e criando franjas pra tapar um dos olhos só pra parecer mais retardados.

Protestamos fazendo piadinhas ou postagens inócuas em blogs de pouca expressão (sim, esse sou eu!).

Moral da história: eles terão a cada fim de mês mais alguns milhares nas suas já ronáldicas contas bancárias, enquanto nós continuaremos reclamando e fazendo piada.

O Brasil não é um país sério.

domingo, 5 de dezembro de 2010

TRI!

Eu podia escrever um monte, há muito o que dizer sobre esse título do Flu! Mas no fim das contas, é simples. É como diz nosso hino: "O Fluminense me domina!"

Parabéns a essa que é, sem dúvida, a torcida mais linda do mundo!

sábado, 4 de dezembro de 2010

É amanhã!

O dia mais importante da história mundial nos últimos 26 anos! O dia em que o Flu pode, deve e vai, se Deus permitir, conquistar mais um título brasileiro! É amanhã! O Dia!

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

NASA anuncia descoberta chocante!

A NASA anunciou hoje a descoberta de uma nova forma de vida que muda o todo entendimento que tínhamos até agora do próprio conceito de "vida". Trata-se de uma bactéria, encotrada no lago Mono (ah, o lago fica na Terra mesmo, viu? A bactéria é estranha, mas não alien... Ao menos supomos que não...), cujas estruturas são formadas por arsênico.

Isso é incrível porque TODAS as coisas vivas que conhecíamos até hoje, desde o mais simplório flamenguista até os complexos seres humanos de verdade tem seu DNA formado por carbono, hidrogênio, nitrogênio, oxigênio, fósforo e enxofre. Acreditava-se que arsênico e vida eram duas coisas que não costumavam se dar muito bem.

Os tuiteiros de plantão, óbvio, já fizeram piada:

@DeathStarPR: NASA finds new life on earth able to feed off Arsenic. Meanwhile, old life on earth still mainly eating McDonalds. Microbe 1 Humans 0.

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

sábado, 27 de novembro de 2010

"..."

"Vivemos num mundo onde precisamos nos esconder para fazer amor, enquanto a violência é praticada em plena luz do dia."

John Lennon

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

A questão...

... não é querer que seja para sempre, é fazer durar até amanhã.

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Em branco...

imagem por ~xfact em deviantart.com


O vento saiu de folga.
Não tenho tempo a perder, mas estou aqui parado, e continuo.
Escrevo nem sei como...
O belo na vida está nas contradições.
Como nessa estranha sensação de nada.
Que o vento me traga de volta...

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Faltou jogar bola...

O Flu entrou em campo domingo com muita vontade. O time todo deu sangue, não dá pra se queixar de falta de garra. O que faltou foi só um pequeno detalhe: jogar bola. O time já entrou em campo em clima de tudo ou nada e se mostrou estabanado do começo ao fim... Queria ganhar de qualquer jeito! Mas era pra ganhar do jeito certo. Faltou cadenciar o jogo, rodar a bola, tentar abrir a defesa. O Mariano tentou umas, assim como o Carlinhos pela esquerda, mas, pra um time que quer ser campeão brasileiro, ficar 45 minutos fazendo apenas chuveirinho, é muito pouco. Não dá. Todos nós já vimos nesse brasileirão um Flu com repertório muito maior de jogadas, até mesmo contra o próprio Goiás no primeiro turno.

Mas, não há de ser nada demais esse revés. Próxima rodada tem o Vitória de faca nos dentes contra o Timim, no Barradão, pra escapar do rebaixameno (principalmente agora que o Bahia vai subir!). Basta a gente fazer a nossa parte, porque Vitória e o Goiás vão fazer jogar a vida contra o Corinthian.

Aliás, fazer a nossa e torcer pros juízes terem um ataque de honestidade... Mas, enfim. Vai dar tudo certo, se a gente fizer o nosso. Vamo que vamo!

PS.: O Marquinho, quem diria, vai fazer falta...

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Saudades de casa

Dizem tempo corre como um rio...
Quando a correnteza me leva pra casa?

terça-feira, 9 de novembro de 2010

ENEM: Exame Nacional... Errei, Merda!

Como diria nosso honorável presidente, "nunca antes na história desse país" conseguiram fazer tanta lambança e tirar tanto a confiabilidade de um evento de proporções e importância tão grandes pro país. O mais legal é que o folclórico ainda tem a cara de dizer, lá no estrangeiro, que o Enem foi um "sucesso total". Vá lá que não tenha sido um desastre completo, mas esse é o máximo que a gente pode dizer ao analisar a aplicação das provas esse ano. O triste é que tá virando moda. Ano passado vazou informação, esse ano teve toda essa confusão por causa das impressões mal feitas e já surgiu até mais uma suspeita de vazamento de um tema de redação.

Lamentável, por todos os ângulos que possamos olhar. O prejuízo financeiro, que não é nada pequeno, é o menos ruim de toda a história. Lembro de quando eu fiz a prova, em 2003 (começou a conversa de velho: "na minha época, não era assim..."). Lembro que li nas instruções, logo na capa da prova: "Confira se não há erros de impressão e se a quantidade de questões está correta. Qualquer problema, comunique ao fiscal." e pensei comigo: "Ah, tá! Até parece que os caras vão errar isso numa prova dessas". Bom, agora eles conseguiram essa proeza! É pra gente nunca esquecer: no Brasil, não importa o quanto alguém ou alguma instituição seja incompetente, sempre vai ter coisa pior.

E, no fim das contas, só resta mesmo fazer piada. O Brasil volta a se mostrar um grande circo.
Agora, aguardamos as próximas atrações do espetáculo.

Música

Não aconteceu nada de extraoridnário, nada de empolgante, nada de ruim, nada! E mesmo assim você acorda estranhamente feliz, sente o vento depois de um tempo bancando o ectoplasma. Por quê? Simples: música.

Não creio que haja algo tão universal e poderoso, capaz de tranquilizar e empolgar. Não precisa ter sequer letra (a minha Bahia que o diga, hehe). A capacidade de fazer música é um dos presentes mais belos que já recebemos dos céus.

Eu sei que não tô falando nada que você já não tenha ouvido/percebido, mas é que uma música me inspirou a escrever. :)

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Já dá pra sentir o gosto

O último brasileirão que o Flu conquistou foi o de 1984, dois anos antes de eu nascer. Eu nunca vi meu amado time campeão brasileiro. E isso, durante esses últimos 20 e poucos anos, nunca esteve tão perto, tão plausível. Quando olho a tabela do campeonato hoje e lembro que só faltam 4 jogos, dá um frio na barriga e é complicado conter a empolgação, e a ansiedade. Agora, que está mais perto do que nunca, me parece também mais difícil. Do jeito que tá tudo embolado, qualquer detalhe pode mandar a vaquinha de qualquer um dos três na disputa pro seu respectivo brejinho. E o Flu, achando pouco, adora dar uns sustos e não matar de vez as partidas. Graças a Deus, não pude assistir ao jogo contra o Vasco (só acompanhei pela net msm, aí o sofrimento não é tão grande; o que os olhos não veem...), mas foi teste pra cardíaco. E vai ser assim nas próximas quatro rodadas. Agora, é guerra. Por sorte, o Flu é o "time de Guerreiros". Quanto mais difícil, mais gostoso vai ser.

Hora do Muricy lançar o Erro Zero (só tomar cuidado pro Lula não copiar... hehe)

Como diria o Don Benedito, "tricolores de todas as classes, raças e credos", hora de respirar fundo e partir pra batalha. É agora.

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

"..."

"Tempo, tempo, mano velho

falta 
um tanto
ainda,
eu sei,
pra você correr macio..."
"Sobre o tempo" - Pato Fu

terça-feira, 2 de novembro de 2010

"Pode me comprar um suco?"

"Pode me comprar um suco?". Tinha fé no mundo. Lá veio o menino de rua com o suco e o troco pra cem.

O texto acima é um aperitivo do que você vai encontrar no blog cem toques cravados, do escitor Edson Rossatto. O autor se propôs um desafio muito interessante: escrever microcontos que tivessem exatamente 100 caracteres (pode voltar ao trechinho do começo do post pra conferir, se quiser...). É realmente impressionante o que ele conseguiu fazer com tão poucas palavras. Vale muito a pena uma visita.

Compartilhar é legal!

Há uma máxima da internet que diz: "Pirataria é crime, comprar é um roubo, compartilhar é legal!". Se é assim, então vamo compartilhar! Pra isso, adicionei o novo recurso que o Blogger disponibilizou: os botões que tão bem ali no fim da postagem, ao lado do número de comentários do post. Com eles fica fácil de tuitar, mandar por e-mail, publicar no Facebook ou no Buzz os posts que achar interessantes (pro caso do twitter, vai ser gerado um link com url encurtado pelo goo.gl). Espero que vocês usem os bichinhos com bastante frequência! Não se acanhe, pode divulgar!

Só dois pequenos avisos: um dos botões permite que você publique um post daqui em um blog seu. Se for utilizar esse botão, aqui ou em qualquer outro site, lembre-se de dar o crédito pro autor e acrescentar um link pro site onde o post estava originalmente. Copiar sem creditar é muito feio!

O outro aviso é que muita gente tá tendo dificuldades pra adicionar esses botõezinhos nos seus blogs pelo editor de Design (marcam a opção, mas mesmo assim eles não aparecem onde deveriam). Eu também passei por este problema, e achei a solução (bastante fácil, por sinal) bem aqui.

Bom, por agora é só. Abraços, e vamo que vamo!

domingo, 31 de outubro de 2010

A rua



Eram manhãs e nem sempre tranquilas.
Ia a pé; música e passo apressado.
Até chegar ali, onde as árvores me saudavam sempre com o mesmo gosto.
Chuva ou sol, aquela rua era diferente das outras. Ali podia respirar.
O pequeno espaço entre as duas esquinas que sempre me dava a sensação de eternidade.
Nem sei ao certo se era ela que tinha ou eu que queria ver, mas ali havia paz.

Eram tardes, passos lentos e ouvidos desocupados,
mas lá estavam elas, me saudando novamente.
Chuva ou sol, ali podia respirar.
Ali me encontrava, naquele curto espaço entre as esquinas.
Por tão pouco tempo quanto levava deixá-la pra trás,
sentia apenas o ar.
Ali havia paz,
na rua que mais gostava.

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Myoats - Recomendo

Tá aí assim, meio triste da vida por não ter muito o que fazer? Sempre sonhou em ser um artista? Brigou com o amor da sua vida? Seu time perdeu de 10 a zero pro maior rival (iuiuiu, Feyenoord...)? Nada disso que eu perguntei? Então seus problemas - que sequer existiam - acabaram!


Vai relaxar a cabeça no myoats! É um site que te permite usar sua imensa criatividade pra criar essas figurinhas meio psicodélicas que ilustram essa postagem. É muito fácil (não gastei nem dez minutos pra fazer essas duas) e o resultado é bem bacana, né? E olha que eu não tenho a menor vocação pra artista.

O legal é que, por trás de toda a mágica está, obviamente, como em quase tudo, um bom bocado de matemática. Essas figuras são criadas com base na famosa idéia da geometria fractal.

Ótima terapia ocupacional! Divirtam-se!

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Coerência (não, não é sobre o Dunga...)

O ser humano é realmente estranho. Uma das coisas que as pessoas mais odeiam é que outros comentem sobre sua vida pessoal, volta e meia vemos alertas e comentários indignados a respeito do "iminente fim da privacidade", prega-se o "cuida da tua que eu cuido da minha". Mas os mesmos que fazem isso tudo, de repente vão lá e... criam um blog! Quer dizer: "Não falem de mim! Deixa que eu mesmo falo..."

Hoje vi, numa mesma página, as seguintes notícias: "Adriane Galisteu paga R$ 150 000,00 para ser Rainha no Carnaval" e "Mãe luta com assaltante por celular com mensagem da filha".

Tá na moda ser "ecológico", propagandear a reciclagem e coisa e tal, só que esquecemos de um detalhe: reciclar também "polui", já que gasta energia e outros recursos. É uma maneira de diminuir a imundície do mundo, mas não resolve, como vendem.

Bom, acho que uma das leis que regem o mundo das relações humanas é o teorema do meu irmão: "Cada um com seus cada qual".

Esperar coerência do ser humano é pedir demais.

PS.: Sobre o primeiro parágrafo, em minha defesa, tenho um razoável motivo pra ter criado um blog. Eu tenho um único sonho na vida: deixar alguma coisa de útil, alguma legado, quer seja algo importante do mundo acadêmico ou um livro que inspire alguém... Enquanto não produzo nada que preste de verdade, vou ensaiando aqui. Então, apesar de odiar que se metam na minha vida, criar esse espaço não foi tão contraditório assim. Não que eu veja problema em ser contraditório, também. Quer dizer, depende... Ou melhor... Ah, sei lá!

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

"A vida deixa marcas"

Sempre ouvi dizer isso, achando que era só no sentido figurado. Mas meu rosto é agora uma prova de que, às vezes, ela nos marca literalmente. Depois de passar por uma cirurgia pra retirada de - supostamente - um cisto, ganhei uma cicatriz bastante feia na face esquerda e tenho me incomodado com isso (ao menos quando lembro de sua existência).

Minha nova companheira não é nada simpática...

Mas, creio que o pior já passou (antes mais uma cicatriz que ter que passar de novo pela dor do dia do procedimento). Como diria o folclórico ex-presidente do Corinthians, cujo nome minha mente se nega a trazer à tona: "O difícil, vocês sabem, não é fácil..."

Fico procurando sentido...

...em todo dia vestir minha armadura e sair pra batalha. Fato é que ainda não estou aqui por completo, e sinto falta daquele estado de paz comigo mesmo que tinha de onde vim. A vida era muito mais corrida, mas, ao fim do dia, ainda quando exausto, me sentia feliz de verdade. Aqui estou bem, mas não sei se isso me basta por muito tempo...

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Perfeição

Bom, essa música não se chama "Perfeição", mas, se fosse, nada mais adequado.
Já me referi a ela antes (e escrevi o nome errado, por sinal...). Chama-se Clair de Lune e foi composta por Claude Debussy. Aproveitem.

Not so hard...

A gente complica demais a vida.
Principalmente quando tem conta pra pagar, casa pra limpar, trabalho por fazer...
Mas o que é indispensável mesmo, é bem simples.
Hoje, por exemplo, só precisava de um abraço de uma certa garota...

Pois é, como diria o poeta, "a vida é bela"...

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Mistérios da humaninade

Tem uma coisa que eu nunca entendi no Flu: Porque é que Deco e Conca pode, mas Equi e Conca não? Vamo ter que aturar o Marquinho de titular amanhã... É dose...

domingo, 3 de outubro de 2010

Eleição

Aqui no Es, o candidato eleito teve nada menos que 82% dos votos (!!!). Fico aqui me perguntando o que isso pode significar...

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

E por falar em...

... outro planeta, divulgaram a descoberta de um com clima ideal pra existência de água em estado líquido mesmo, alguém topa uma passadinha por lá pra conhecer? A gente podia organizar uma caravana... Hehe

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

A questão

Abro no Formspring e está lá: "Você acredita que exista vida inteligente em outro planeta?"
Ah, meu caro, às vezes duvido que exista até mesmo no nosso...

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Uma noite, um anjo

A primeira vez que ela me disse, lembro bem: foi num sussuro, ninguém mais ouviria, além de mim, por mais que se esforçasse. Ainda que sussuro, pude sentir: ela gritava felicidade. Não era só pra mim. Ela dizia pra si mesma, como se ainda incapaz de acreditar. Aquela menina não sabia ainda lidar com o sentimento. Sabia guardá-lo, mas não tê-lo como companheiro. Mas ela queria, e aquela era a hora.
Não foi só a frase, não apenas as três palavras. Agora ela era protagonista da própria vida, agora as mocinhas do cinema inteiro suspiravam ao vê-la naquela cena. A sua cena. Agora, que já tinha conseguido sussurar, não precisava mais esconder pra si. Estava livre. Ela sabia que, por ter construído tudo devagar, pisava em solo firme e não havia riscos. Sabia que não estava sozinha. Cabiam dois naquela tela.

O outro? Olhava pra ela com a cara menos idiota que conseguia manter diante de tudo que acabava de se apresentar junto com aquelas três palavras. Se sabia coadjuvante, e, mais importante, percebia o que aquilo significava pra ela. O outro, eu, já tinha entendido todas as implicações. As sentimentais e as práticas. Não era pra menos: tínhamos - eu e ela - aprendido a ler os sinais. Não ali, não naquela fração de segundo: aquele era o símbolo de toda uma história. Era o final feliz, só que no meio.
E, por saber de tudo, fui ao céu. Aquela garota não diria aquilo, eu tinha certeza. E essa foi a melhor parte.
Não foi a primeira vez que ouvi a curta frase na minha vida. Mas foi a primeira em que consegui provar todo poder que se encerra em sua singeleza. E justo quando eu não acreditava mais.
Costumo chamar essa menina de "anjo". Bom, agora você deve suspeitar o porquê.

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Difícil...

Não é usar as palavras mais bonitas,
É fazê-las sinceras.
Não é dizer o que sente,
o difícil é realmente sentir.

Não é encontrar a felicidade,
é percebê-la.

O difícil é acreditar no que não conseguimos medir, nem em nós mesmos, nem nos outros.

O desafio está em enxergar as coisas sutis.
Mas é aí também que está a beleza.

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

'clare de lune'

É uma música que tenho ouvido bastante. Instrumental, me diz muito mais do que certas músicas ''com letra''.

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Uma saga

Começa amanhã a mais charmosa das competições futebolísticas: UEFA Champions League. Não é a mais importante, mas é a mais "bem tratada" das disputas entre clubes. O jeito como é apresentada ao público torna cada partida uma verdadeira batalha - com a vantagem de, geralmente, devido às características do futebol da europa, o jogo ser disputado com lealdade - e valoriza os vencedores.

A Champions é um belo exemplo de como vender uma marca e mobilizar milhões de pessoas (e bilhões de euros, claro!) em torno dela.

Dizem que "a Champions League é a Libertadores da Europa", mas o fato é que a disputa entre clubes mais importante do nosso continente não faz frente, em termos de visibilidade, dinheiro, organização, planejamento e propaganda,  à da UEFA.

Talvez um dia a gente consiga que, pelo menos, a Libertadores seja a Champions da América.

Enquanto isso, vamos ocupar nossos lugares no sofá e apreciar, que já vai começar a musiquinha: "These are the Champions..."

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Sobre ter asas


Quando a gente é moleque, tem muita vontade de correr. A gente corre só pra ter a sensação de voar, só pra ver o mundo passando mais rápido, a gente corre só porque sim...
Mas aí... Aí, vem a escola, aí vem as garotas, a faculdade, o trabalho, a casa e o futuro. Acaba que a gente corre tanto que nem tem mais tempo de correr.

Só que, de vez em quando, nos damos ao luxo de parar pra pensar. E aí? A gente ri de si mesmo pelo tanto de tempo que passou correndo sem sair do lugar. Nessa hora, a gente sente vontade de correr de novo.

Porque, lá no fundo, aquele moleque nunca parou de voar...

domingo, 5 de setembro de 2010

Um detalhe

Se acostumar a um lugar, torná-lo "morável", é uma questão de tempo e de um pouco de jeito. Assim, minha nova casa já está "morável". Agora, pra eu realmente me apegar a esse lugar ainda falta uma coisinha: gente. Amigos são o segredo pra transformar o "lugar onde você mora" no "seu lugar". Certo é que isso leva um tempo ainda maior do que o necessário pra arrumar a casa...

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Novo topo

Seguindo com minha já tradicional mudada no topo do blog de tempos em tempos, dessa vez recebi uma providencial e bastante competente ajuda do meu irmão. A arte do topo é dele, e eu realmente gostei. E você, o que achou? Comentários, por favor!

Onde está...

...a linha sutil que separa o momento em que você deixa de ser "mais um" do que você passa a ser "alguém" na vida de outra pessoa? Fico pensando nas minhas amizades mais sinceras, nas pessoas que mais prezo, lembrando de como todas as histórias foram construídas, mas não sei quando foi exatamente que elas passaram a ser importantes. Não consigo mais lembrar como as via antes de elas representarem o que são hoje, é como se estivessem comigo desde sempre.
Curioso isso. Até porque eu também não lembro bem o que foi que eu fiz pra me tornar mais que apenas um conhecido pra essas pessoas. E, agora que estou num lugar onde sequer conhecidos eu tenho direito, toda essa coisa de fazer amizades me parece quase milagrosa. Não no sentido de ser difícil de acontecer, mas no sentido de ser meio mágico, fabuloso, fantástico...
Amigos. Tá aí um milagre que qualquer um pode fazer

"E lá no céu...

...os astros, num arranjo surpreendente, se buscavam como a gente."

"As noites" - Skank

sábado, 28 de agosto de 2010

Pra onde?

Tenho alguns poucos medos na vida. Desses, os que mais me roubam tempo são dois: envelhecer sozinho e levar minha vida a um beco sem saída.

Pra evitar o primeiro, tenho aprendido, há pouco mais de cinco anos, a cultivar as amizades que considero verdadeiras - sim, só cinco anos: antes eu, quando não me achava auto-suficiente, julgava que não era justo ocupar outra pessoa com meus problemas, que nem eram tão sérios assim. Manter os laços à distância é geralmente mais difícil e exige aprendizado. Tô aprendendo.

O segundo, merece um pouco mais de explicação. O que temo é fazer sempre escolhas tão parecidas, tão pelo mesmo caminho, que chegue um tempo que eu não me julgue capaz de sair da mesmice, de fazer algo diferente do óbvio ou de me qualificar pra atuar numa área em que nunca me aventurei.

Esse, penso, exige uma estratégia às vezes um pouco mais sutil, outras mais elaborada: tenho lido bastante, quase sempre sem obrigação, só por curiosidade mesmo, textos de várias àreas. Como diria o filósofo, "de acasalamento de muriçoca a atracação de navio". Começar a explorar os bons lugares da minha nova cidade também já tá nos planos, assim como fazer novos amigos - o que demora mais - e redescobrir minha cidadezinha na Bahia sempre que possível.

Se, ainda assim, eu não tiver meu "happy ending", pelo menos não vão poder dizer que não tentei...

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

"..."

"Não há absolutamente nenhuma boa idéia na política. As idéias são todas óbvias; o único problema é fazer com que as pessoas as coloquem em prática."

Albert Einstein

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Começando...

Hoje foi meu primeiro dia de trabalho em terras capixabas. Da minha saída da Bahia até essa estréia, percebi algumas coisas:

1 - Aqui não é a Bahia. Em nenhum sentido. hehe Vai demorar pra eu me tornar capixaba de novo, se é que vou...

2 - Burocracia acaba com a inspiração de qualquer um. Por isso fiquei tanto tempo sem postar nada e, como ainda não acabou toda frescurada de documentação pra acertar, provavelmente não vou postar muita coisa nos próximos dias.

3 - Tenho alma de capixaba e coração de baiano, graças a Deus (devo fazer um post só sobre essa mistura em breve... rs).

4 - Aluno é aluno em todo lugar, e é muito bom interagir com essas pessoas que ainda não foram derrubadas pelas porradas da vida, que ainda tem esperança no que quer que seja e energia pra gastar com isso. Fui recebido por meus novos alunos melhor do que eu esperava.

Bom, a lista é maior, mas vou parar por aqui por enquanto. Abraço forte, e vamo que vamo!

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Ainda não...

Não escrevi muito nos últimos dias, desencorajado muito mais pela montanha de coisas novas que tem acontecido do que pela péssima cobertura da minha operadora de internet móvel, cujo nome nem vou citar por ela não merecer propaganda, aqui.

Mas agora escrevo.

Pra um cara que tanto gosta do seu canto, das coisas como elas "sempre foram", é sempre complicado começar tudo de novo. Não, não estou reclamando, nem pensei seriamente na possibilidade de desistir da mudança. Se acostumar com a rotina é um traço da minha personlidade menos profundo do que outro que já me rendeu muitos frutos: não tenho medo de desafios, principalmente quando eles representam avanços profissionais ou acadêmicos.

Por isso estou aqui. Deus sabe pra onde vai me levar. Não tô ainda exatamente feliz, mas tô cada dia mais tranquilo.

Vamo que vamo, né?

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Teoria do playmobil

Nem o medo do novo,
nem a saudade de tudo,
nem o sei-quê-lá-que-há-de-vir,
nem a agonia do povo,

nada que possa acontecer vai me tirar esse sorriso do rosto!






PS.: Baseado nisso aqui.

domingo, 8 de agosto de 2010

Summer 78 [Goodbye, Lenin! OST]

No meu Top 5 com toda certeza, o filme (se não me engano) alemão "Goodbye, Lenin!", pra mim, beira a perfeição em vários aspectos, mas o melhor de tudo é com certeza a trilha sonora. As canções compostas pelo gênio instrumentista francês Yann Tiersen por si só já fazem o filme valer muito a pena. Pra quem ainda não viu, fica a recomendação e um aperitivo:

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Primeiro dia longe de casa

Longe de casa. É assim que tô me sentindo hoje. Deslocado, acho que não vai ser tão logo que vou conseguir ter aqeuela sensação de deitar, dormir e realmente descansar e quando acordar reconhecer as coisas ao redor. A sensação de lar, de pertencer.
Normal, é um novo começo e vai ser complicado. Pegar as manhas das ruas, dos jeitos, das pessoas daqui. Sair de manhã e saber onde vou comprar o pão, pra onde posso ir no fim de semana, ou até mesmo quando tenho um tempo livre na agenda.
Aliás, quando penso nessa semana que começa agora, só me vem um grande ponto de interrogação à cabeça.

Mesmo assim, com todas as dúvidas, tenho uma forte desconfiança de que tudo vai se resolver mais rápido do que eu imagino, e que em breve vou poder relaxar. Vou deixar Deus guiar as coisas essa semana, vou seguir no embalo dos acontecimentos e ver no que vai dar. Tem muita gente me ajudando - a família entrou em peso na missão -, então deixa rolar.

Já compramos colchões, já temos onde dormir.

sábado, 31 de julho de 2010

Um cara feliz.

Disse alguns dias atrás que suspeito que Deus gosta muito de mim. É essa a mais pura verdade, e pra mim a única explicação pra tudo que está acontecendo comigo, principalmente nesses últimos anos.

Hoje eu tenho bons amigos, daqueles de verdade, que não estão presentes só na hora da bagunça (demorei um bocado pra ter, ou pelo menos pra saber que podia contar com eles, mas agora tenho).

Comecei esse ano preocupado com o ano que vem, quando ia provavelmente passar um tempo desempregado, e agora consegui passar num concurso público estadual, tô prestes a assumir um cargo que dá, se não luxo, ao menos estabilidade e outras perspectivas.

Passei um tempo triste e desacreditado com relação a sentimentos, e agora tenho uma menina que me trata como se eu fosse diferente, que se preocupa, que sempre dá um jeito de estar presente, ainda que de longe, e por quem eu tenho tanto carinho quanto sei que ela tem por mim.

Tenho tudo que preciso, com certeza mais do que mereço, e tô em paz comigo e com o mundo. Vem por aí dias meio tensos, burocráticos, mas tudo aos poucos vai se acertar.

É impressionante como as coisas estão acontecendo na hora certinha, sempre de um jeito melhor do que eu esperava.

Eu, definitivamente, sou um cara feliz.

Foi bem assim...

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Certa vez,

um anjo disse:

"E eu pensei que as estrelas nem iam aparecer hoje..."

Nessa hora, foi como se tudo fizesse sentido.

Estranho esse poder que algumas pessoas tem, de fazer o mundo parar por uma fração de segundo.

O que é?

Sorriso de orelha a orelha,
sensação de paz absoluta,
ilusão de que nada há de errado no mundo,
de que tudo está no lugar certinho...

O que é isso?
Alguém me responde?

^^

terça-feira, 27 de julho de 2010

love, love, love...

Cheguei a desacreditar do amor... Mais precisamente, da paixão, que é fugaz (e idiota).
Mas agora lembro como é bom estar assim. Como é bom encontrar uma pessoa que você considera perfeita, e com quem você tem ambiciosos sonhos de, tipo... tomar um sorvete, ou jogar conversar fora.

Como é bom se imaginar beijando a garota que você considera a menina mais perfeita do mundo, ou simplesmente tendo a chance de passar bons momentos com ela, pra levar as lembranças.

Claro que as coisas nunca acontecem como a gente planeja, como gostaria. Mas, mesmo assim, só de sentir isso a gente cresce.

Como é bom ter um anjo!

domingo, 25 de julho de 2010

Dica de domingo

Há algum tempo acompanho o DeviantArt, site em que anônimos postam seus dotes artísticos. Com mais de dez anos de existência, o DA já conta com uma infinidade de trabalhos realmente bonitos, organizados em várias categorias (fotografia, arte tradicional, arte digital, emoticons, interfaces de aplicativos, templates web, animações e mais um monte...).

Vale muito a pena conferir! Eu vou lá quase que diariamente pra sentir minha dose de inveja por não saber desenhar (ou fotografar, ou escrever, ou usar o photoshop, ou...) como os deviants...

Pros mais corajosos, ainda dá pra comprar algumas das ilustrações em forma impressa e outros itens bastante estilosos de vestuário e personalização de Gadgets (como skins para iPhone e notebook). O triste é que vai ficar bem caro, porque tudo terá que ser importado, já que o DA não tem sede no Brasil (ao menos não que eu saiba).

Bom, fica a recomendação. Confiram. Abraço!

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Um dia bom...

... e uma certeza sempre renovada: Deus gosta de mim, e não é pouco não!

Vem coisa boa por aí...

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Amor em três cores

Acham que estou brincando quando falo de futebol, e do Flu. Ainda que brinque, sempre tem um fundo de seriedade. Ser Fluminense não é apenas ser torcedor, apaixonado, gostar de futebol. Ser Fluminense é escolher um estilo e uma filosofia de vida.

Envergar o manto sagrado tricolor não é dizer apenas "eu torço pra este time", é afirmar seu prezo pela boa educação, pela gentileza, por um jeito pacífico de ser. Pacífico e "guerreiro" ao mesmo tempo, sem gerar contradição com isso, essa é a sutil marca dos torcedores dessa nação.

Ser tricolor significa saber vencer sofrido e perder com honra. E é ter orgulho de pertencer à mais bonita torcida do mundo - e falo isso sem "puxar a sardinha", o passado recente prova isso e qualquer um com um mínimo de curiosidade pode comprovar.

Por isso tudo eu tenho orgulho de ser Fluminense. Em qualquer situação. Ser Fluminense não é mera escolha, é privilégio.

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Como?

Como eu vou te dizer o que eu quero, sem usar as palavras que já usei?
E sem estragar tudo...
Como vou te fazer perceber?
Ou, mais importante: eu vou te fazer perceber?
Há o que perceber, ou é só minha mania de cinema, querendo transformar tudo num lindo clichê?
Não sei.
Ainda bem. Não teria graça se fosse fácil.

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Banho de chuva

Caía silenciosa, não queria incomodar. Não, estava ali por outra causa:
lembrar a quem passava da sensação de não ter pressa.
Por isso a sutileza, por isso o cinza,
o tom sonolento.

Não era um prenúncio de tristeza,
como quase sempre lhe é imposto.
Era só um sussuro,
conselho tranquilo,
a lavar o espírito, antes da pele.

quarta-feira, 14 de julho de 2010

É preciso coragem!

Se apaixonar é dar a alguém o poder de fazer o seu dia valer a pena, ou de estragar tudo.
Hoje, mais do que nunca, se apaixonar é uma atitude de coragem.
Muito arriscado.

Final de conto de fadas? Que chato...

Há quem acredite que, pra ser feliz, só com um grande amor, amor-paixão mesmo.

Sinceramente, não concordo. Fazemos escolhas na vida, cada uma nos leva a um caminho. Antes de fazer uma escolha, temos sempre várias opções (com o perdão da redundância), o que nos dá, na soma, uma enorme quantidade de possibilidades. Sendo assim, não me parece razoável que só haja um caminho pra felicidade.

Aliás, até a própria ideia de felicidade é relativa. O lugar-comum da novela das oito pode não ser o sonho de todo mundo. Pode não ser, não. Não é.

Até porque, cada pessoa é, como bem diria meu amigo filósofo Elisson, um distinto interpretador do universo. Mais que isso: um modificador dele, capaz de se presentear com novas experiências, novos horizontes. Há gente fazendo de tudo nesse mundo, inclusive gente que não se casa, que raramente namora (ou qualquer das variações de "namorar" que existe hoje) e, mesmo assim, é verdadeiramente feliz.

Acredito que vai muito de se conhecer. De perceber o próprio potencial, os próprios limites e o que te faz bem. Você encontra seu jeito de ser feliz à medida que se torna habilidoso em lidar consigo mesmo. O problema é que essa pode ser uma tarefa bem difícil...

segunda-feira, 12 de julho de 2010

#100!

Esse é a centésima postagem aqui! (Uhuuul \o/)
E vou começar ela com um pedido de desculpas: a Tamires, no primeiro post, pediu que eu explicasse o motivo de ter escolhido esse nome grande e estranho pro blog e eu não a respondi (até agora). Tamires, desculpa pela demora, mas eu tava esperando uma ocasião especial pra explicar isso. hehe
Bom, as palavras "infinito" e "avesso" cumprem funções bem peculiares no título: quando falamos de "infinito", sempre pensamos em "muito", "muita coisa" e a idéia é essa. Não quero me limitar a um conjunto pequeno de assuntos. Aliás, nem a um conjunto grande. Aqui, falo do que der na telha, falo de "muita coisa".
Já a palavra "avesso", é tipo assim: quando uma coisa tá "ao avesso" é porque tá do lado errado, não é? Pois é, num tô nem aí pra isso. "Avesso", aqui, representa minha total falta de compromisso com "o jeito certo" de dizer ou mostrar as coisas sobre as quais escrevo.
No fim das contas, o título que escolhi pro blog quer dizer simplesmente que tenho falado (e continuarei falando) do que bem entender, do jeito que achar mais legal.
"Ah, mas não tinha uma maneira mais simples de dizer isso?"
Até tinha, mas... E daí?
Se fizesse de outro modo, não estaria seguindo o meu jeito ninja ([naruto mode: on] hasuahsahshahusa).

Depois de 100 posts, posso dizer: essa vida de blogueiro é legal. XD

Mais uma vez, muito obrigado a você, que visita, que lê, comenta e se diverte comigo aqui.
E, por favor, continue! Sua participação é importante! Cada comentário que recebo, mesmo fora daqui, me deixa bastante feliz.

Abraço! E vamo que vamo...

domingo, 11 de julho de 2010

Eu avisei!

Alguns dias antes de começar a Copa, eu falei: a Espanha foi o único país a realmente levar o que tinha de melhor (entre os que tinham alguma coisa que realmente prestasse na categoria "os melhores", claro). Não à toa, foram campeões.

Meus parabéns aos espanhóis, que conquistaram um título merecido.

E quanto à Holanda, deve ser uma filial do Vasco... Vai gostar de ser vice assim lá em São Januário...

Hehehe

Observação interessante!

Bom, vem aí mais uma da série "observações que não vão te ajudar em nada!". XD
Mas é interessante.
Já há algum tempo eu acompanho alguns mangás e animes, e, quando a gente entra em contato com obras de outros lugares, sejam elas de qualquer tipo, acabamos descobrindo um pouco da cultura de onde foram produzidas. No caso dos animes, percebi uma sutil diferença de pensamento entre os autores deles (mais que isso: a sociedade em que vivem esses autores) e nós.
Aí, você me diz: "Mariano, qualquer idiota sabe que os países orientais pensam diferente dos ocidentais, e nem precisa ler mangá pra isso."
Eu te respondo: "Como bom idiota, eu também sei que qualquer idiota sabe disso."
Mas o que eu percebi achei interessante a ponto de ser digno de nota e também não tão óbvio assim.
Bom, o que foi que eu percebi, então?
Os personagens das histórias que leio/assisto nunca desejam "boa sorte". Sempre que tem uma situação em que caberia um voto de boa sorte eles, ao invés disso, dizem "Dê o seu melhor" ou algo equivalente.
Gostei disso.
Quando você deseja "boa sorte", está implicito aí que é possível que as coisas não dêem certo simplesmente por azar, é como se você já estivesse eximindo a pessoa de parte da culpa no caso de fracasso.
Já o "Dê o seu melhor" dos orientais inclui em si a mensagem "você tem a capacidade e a responsabilidade de fazer dar certo", coloca o sujeito nas rédeas da situação. Isso é legal (pelo menos eu achei... rs).

Então, de agora em diante, sempre que for fazer alguma coisa importante, "dê o seu melhor".

hehe

Abraço!

sábado, 10 de julho de 2010

"Chasing Cars"

Uma música perfeita, que já foi trilha sonora de momentos tão perfeitos quanto e que me dá esperança de ter de novo isso. A música é do Snow Patrol, banda mais que recomendada!

Ao que foi...

Já me apaixonei. Daquelas paixões de cinema, que te tiram do chão e jogam no espaço numa fração de segundo, sem avisar.
Já vivi momentos inesquecíveis e fiz besteiras enormes.
Já fiz amigos de verdade, graças a Deus. Já perdi alguns pra vida, é verdade.
Já fiz muita coisa pequena que ninguém percebeu (às vezes nem eu mesmo)...
Já ensinei, e, principalmente, já aprendi.
Já isso tudo. E sabe o que é legal?
Vejo que todas as coisas que ganhei, perdi, aprendi, tentei, consegui, fracassei... Tudo isso me fez como sou hoje. Tenho orgulho do meu passado, assim como gosto da minha vida agora.
Depois de tudo, ainda tenho o que ganhar e, principalmente, tenho coisas que não quero perder.
Em breve deve começar uma nova etapa, com quase tudo novo, mas o que vai me guiar nesse caminho é aquilo que eu já tenho comigo.

quinta-feira, 8 de julho de 2010

"..."

"Take me back to the stars..."

"The Cientist" - Coldplay

terça-feira, 6 de julho de 2010

Filosófico

Na vida, há pessoas que realmente valem a pena...
...pra todas as outras existe Mastercard!

Hehehe

segunda-feira, 5 de julho de 2010

"Azulejo"

Fagner, Zeca Baleiro e uma música muito filé! Tanto de letra quanto de melodia. A versão do vídeo não ficou tão boa quanto a de estúdio. Pena...

domingo, 4 de julho de 2010

É que...

O triste disso tudo é que, por mais que a gente goste de quem tá longe, acaba vivendo mesmo com quem tá perto...

sábado, 3 de julho de 2010

Olá! Resolvi fazer essa postagem "sem título" em homenagem à seleção!
hehehe

Valeu, Felipe Melo! Boa sorte na sua carreira no UFC!

haushashuahauuhua

sexta-feira, 2 de julho de 2010

Sobre a eliminação...

...só uma pergunta:

Interromperam o show do meu Fluzão pra ISSO?!

¬¬

Mick "Pé-de-gelo" Jagger

O vocalista dos Rolling Stones torcia pelos EUA, e eles perderam! Torcia pela Inglaterra, e ela perdeu! Torcia pelo Brasil, e deu no que deu...

Vai ser pé-frio assim lá na Argentina, cara!

¬¬

PS.: Um salve pro time de Gana. Jogou muito, fez jus ao nome, mas deu muito azar...

quarta-feira, 30 de junho de 2010

"Depois de ter vc"

Espero um dia gostar tanto de uma menina a ponto de poder dedicar a ela essa música, que é uma... como eu adjetivo? Sei lá, ouve...

sábado, 26 de junho de 2010

"..."

"É no não que se descobre de verdade o que te sobra além das coisas casuais"

"Tá bom" - Los Hermanos

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Então...

... se eu botasse a letra dessa música no "quem sou eu" do meu Orkut, estaria tudo no lugar. Los Hermanos dando mais um show de letra. =)



De onde vem a calma daquele cara?
Ele não sabe ser melhor, viu?
Como não entende de ser valente?
Ele não saber ser mais viril
Ele não sabe não, viu?
Às vezes dá como um frio
É o mundo que anda hostil
O mundo todo é hostil

De onde vem o jeito tão sem defeito?
Que esse rapaz consegue fingir
Olha esse sorriso tão indeciso
Tá se exibindo pra solidão
Não vão embora daqui
Eu sou o que vocês são
Não solta da minha mão
Não solta da minha mão

Eu não vou mudar não
Eu vou ficar são
Mesmo se for só
Não vou ceder
Deus vai dar aval sim
O mal vai ter fim
E no final assim calado
Eu sei que vou ser coroado
Rei de mim

quinta-feira, 24 de junho de 2010

A arte de esperar

Tenho quatro livros por terminar, não tenho mais paciência pra "zerar" jogos longos, tentei aprender a programar em duas ou três linguagens diferentes, obtendo pouco ou nenhum progresso. Qual o motivo?
Não deu tempo. Ou melhor, eu não dei tempo a cada tarefa, quis fazer tudo de uma vez.

Trata-se de uma das características da sociedade atual. Há muitas opções de entretenimento, muita coisa pra ler, pra aprender, muita informação, muito tudo. E não dá mais tempo nem vale mais a pena dedicar horas a uma só empreitada.

E eu não tô dizendo que as pessoas estão se tornando relapsas ou preguiçosas, não tô fazendo julgamento de valor ou de caráter, não. É que estamos simplesmente sendo absorvidos pelo turbilhão que a vida tem se tornado, mesmo nas pequenas cidades.

E, aliás, estaria tudo bem, se não fosse um pequeno detalhe: existem coisas que EXIGEM tempo, mais do que temos estado dispostos a empregar. E não só as de cunho "prático", como aprender, ou passatempos, como jogar, mas também as mais... abstratas, fundamentais, digamos assim, como criar uma amizade ou manter um relacionamento (namoro, casamento, ficada, qualquer uma dessas mil modalidades que existem hoje...).

Chegamos a um ponto de não ter tempo nem pra nós, quanto mais para os outros. Só que as pessoas precisam de paciência, precisam de alguém que as espere, que respeite seu ritmo. Como dizia Renato Russo, "meus verdadeiros amigos sempre esperaram por mim". Quantos verdadeiros amigos podemos então ter hoje, se ninguém espera por ninguém?

Inclusive, não vai dar pra terminar minha linha de raciocínio aqui... Tô sem tempo. hehe

quarta-feira, 23 de junho de 2010

"..."

 "Before we let euphoria
convince us we are free...
Remember how we used to feel,
before, when life was real?"

"The light before we land" - The Delgados

terça-feira, 22 de junho de 2010

O Kaká foi expulso, e com razão.

Tô vendo uma galera defendendo o Kaká no Orkut. Fala sério! Ele foi maldoso, viu o cara chegando por trás e parou de propósito (q gay...) pro cara trombar. Verdade que ele já tinha apanhado que nem mala velha, que os caras tavam descendo a porrada e que ele já tava puto da vida, mas que ele mereceu ser expulso, mereceu.
Aliás, ele e metade do time da Costa do Marfim mereceram, mas só ele foi. Coisas do futebol, né?

"Naval" - Yann Tiersen

Conheço alguns excelentes músicos, mas o Yann é um gênio.

Na vida de um homem...

... duas coisas podem acontecer...
Genial esse vídeo. Curtam!


sábado, 19 de junho de 2010

semana interessante

A gente passou por uma semana de mini Big Brother, ficando confinados em um hotel sem poder sair nem a noite durante o curso de formação da SEDU-ES.

Claro que, no fim, tava todo mundo morto de cansaço e louco de vontade de ir embora, pela pressão que sofremos (nem tanto assim, também), pelos horários puxados - estudávamos das 8 às 22 horas todo santo dia - e pela ansiedade de ter que fazer uma prova no final que exigia, no mínimo, 70% de acerto. Cruel.

Por outro lado, o lugar que ficamos, o Centro de Turismo de Aracruz, do SESC - ES, é muito bonito, enooorme e confortável, teve comida a rodo (comi que nem um condenado!) e muita gente bonita. Aliás, gente bonita o caramba! Mulher bonita! =) Sempre tinha uma paisagem agradável pra se admirar.

Hoje foi a prova. Não vou nem comentar sobre ela. Prefiro esperar os resultados finais.

No fim das contas, apesar de tudo, foram dias legais.Um dia eu volto no SESC só como turista. Mas vai demorar: R$ 400,00 é a singela diária do hotel. Pode? ¬¬

Tah brabo, hein, Copa?

No bolão da Sky, votei, pra hoje, em vitórias de Holanda, Camarões e Gana (não dá pra ver mais empates, né? Fala sério...).

Mas a Holanda tá tendo dificuldades com o Japão. Tanta que até já tô quase torcendo contra o resultado em que apostei. ¬¬

Enfim, de qualquer maneira, que hajam vitórias e futebol bonito, porque ô copinha insossa até agora!

O Sol!

Nada como um dia novo, ensolarado e com futebol pra levantar o astral.
Hehe

sexta-feira, 18 de junho de 2010

void

É isso...
O que não sinto agora
O silêncio que faço,
O que me espera lá fora...

Vazio...

quarta-feira, 16 de junho de 2010

A eterna novidade

O meu olhar é nítido como um girassol
Tenho o costume de andar pelas estradas
olhando para a direita e para a esquerda,
e de vez em quando olhando para trás...
E o que vejo a cada momento
é aquilo que nunca antes eu tinha visto,
e eu sei dar por isso muito bem...
Sei ter o pasmo essencial
que tem uma criança se, ao nascer,
reparasse que nascera deveras...
Sinto-me nascido a cada momento
para a eterna novidade do mundo.

Fernando Pessoa

Postando antes das 7 da manhã!

Esse é o retrato de como a semana tá cheia (nem sempre de coisas interessantes, mas enfim...).
Então, tô eu mais uma vez aqui no ES, fazendo um tal curso intensivo de formação, que vai servir de base pra uma prova, que é a segunda e última etapa do concurso pra professor efetivo do ES, na qual se eu não passar eu aproveito logo a terceira ponte, um dos carões postais do estado, e faço logo um bungee jump sem corda pra acabar com essa palhaçada. hehehe

O curso tá sendo daquele jeito: algumas coisas realmente interessantes, rodeadas de prosa ruim por todos os lados. Mas o aproveitamento até que tá bom, diria que (sendo um pouco generoso) tivemos 50% do programa até agora que foi realmente interessante. Na verdade foi menos, mas, sejamos otimistas, né?

O legal é que todas as experiências, mesmo as mais chatas, têm a seu favor o fato de não caírem no normal da minha vida, no que estou acostumado e por isso eu me divirto com elas, passo pequenos momentos de insight (até pq, insight só ocorre em pequenos momentos mesmo, por definição... rs).

Bom, pensei em muita coisa pra postar, mas sempre que pensei tava muito ocupado, e a inspiração acabou indo...

Então, vou postar o que ainda lembrar por agora, e vamo que vamo...

Abraço!

quinta-feira, 10 de junho de 2010

"..."


"Meu amor, cadê vc?

Eu acordei,

não tem ninguém ao lado..."

Esquadros - Adriana Calcanhotto

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Eu realmente queria...

Não ser assim, tão cabeça fria,
Queria me incomodar, não conseguir fingir que tá tudo bem
não conseguir acreditar nisso
Queria ver o que realmente interessa, não o que querem que eu veja

Não me importar tanto com as aparências,
Me importar mais com os outros

Queria ser o que vejo de bom nos meus melhores amigos,
conseguir escrever mais com a alma que com a cabeça.

Realmente queria alguém que confiasse em mim o suficiente pra ficar do meu lado
mesmo antes de saber se estou certo,
ou até depois de ver que estou errado.

Realmente queria não precisar querer tanta coisa.

Mas, vamos com calma também.
As pessoas se amam pelo que não tem.

domingo, 6 de junho de 2010

Fim de semanaa!

Foi  muuuito massa esse útlimo fim de semana!
Já começou bem, com (maais uma) vitória do Flu, 3 x 0 no Avaí, lá na casa dos caras.

Depois disso, o grande evento: show de Adriana Calcanhotto, lá no Centro de Convenções, em Ilhéus. Só ela, seu violão e as canções. Programa de altíssimo nível, fez muito bem pra alma.

Começando a semana pelo menos com mais paz de espírito.

Abraço!

sábado, 5 de junho de 2010

Dennis Gabor

Hoje a Google homenageia em seu logo a data de 110 anos do nascimento de Dennis Gabor, o pai da técnica de holografia. Eu não sabia nada sobre o cara até hoje, então fui fazer aquele velha wikipediada pra ver quem era.

"Dennis Gabor (nome original em húngaro: Gábor Dénes), (Budapeste, 5 de Junho de 1900Londres, 9 de Fevereiro de 1979) foi um Engenheiro Eletricista e inventor húngaro-britânico que ficou notalvemente conhecido pela invenção e aperfeiçoamento do método holográfico, pelo qual recebeu o Nobel de Física de 1971."
O cara não era qualquer um não. A lista de títulos que o indivíduo conseguiu é tão extensa que fiquei cansado só de ler... Pra quem quiser saber mais: http://pt.wikipedia.org/wiki/Dennis_Gabor.

quinta-feira, 3 de junho de 2010

"..."

O problema todo é que o destino é um poeta. Seria tudo mais fácil, fosse ele matemático.

terça-feira, 1 de junho de 2010

Só uma pergunta...

Se usamos tanto tempo lutando por liberdade e independência, quando vamos ter tempo pros outros?

O.o

"I've got a feeling

... a feeling deep insinde

...oh, yeah!"



"I've got a feeling" - The Beatles

domingo, 30 de maio de 2010

"Here comes the sun"

Os Rolling Stones certa vez disseram que não gostar dos Beatles é algo tão perverso quanto não gostar do sol. Concordo plenamente. Como diziam vários comentários em um dos vídeos que posto abaixo: se você não gosta da música dos Beatles, é porque sua alma ainda precisa amadurecer muito.

Confira "Here comes the sun" e "When I'm sixty four" com suas respectivas traduções. Enjoy! :)



________________________________________________________________________

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Inocência

Um tempo atrás, a repressão, a falta de liberdade pra falar e fazer era apontada como causa de toda hipocrisia social. A liberdade veio, e por não saber o que fazer com ela, acabamos por criar essa cultura do "tudo é normal e discrição é demodé", onde o respeito a si próprio (nem vou falar do respeito aos outros) tornou-se algo quase tão obscuro quanto antes eram assuntos como sexo, gravidez e drogas.


Não que eu seja contra a discussão aberta de temas polêmicos (quer dizer, não tão polêmicos assim atualmente). O que me preocupa é o fato de estarmos dando pouca ou nenhuma atenção ao ato de "tomar conta da alma", de esvaziar a cabeça pra essas coisas, digamos, práticas demais, isso que não exige nada de abstração, intelecto, sensibilidade.


Nesse panorama, pouco se fala de pureza, de ingenuidade, daquele "sentimento quase infantil", no qual éramos encorajados a acreditar (e que de fato existe, mas quase sempre escondemos por vestir a armadura que nos é necessária). E, quando se fala, é sempre de forma elegante demais, burocrática. Perdeu-se a inocência.


É por essas e outras que acredito: precisamos de mais "Antes das Seis", "Every Little Thing", "In my Life". Essas coisas pequenas, simples, que nos lembram da parte mais tranquila, mais humana, mais infantil que adormece dentro de nós.

E é por isso que a minha trilha sonora é composta por imensa maioria de músicas antigas.
Assim eu me lembro que as pessoas, um dia, acreditaram nessa besteirada toda que eu ainda (talvez fosse mais correto dizer "novamente") acredito.

Espero que você acredite também.

terça-feira, 25 de maio de 2010

Mais novidade!

Há uma semana, lendo o blog de um membro da equipe que mantém e adiciona funcionaliade ao Blogger, vi um post em que ele defendia a seguinte questão:

Imagine que um leitor do seu blog tá lá, lendo seus novos posts. Ele vê o primeiro, o segundo, às vezes comenta, enfim, faz o que você quer que ele faça: Lê o que você escreveu.
Aí, depois de todo o trabalho do seu fiel amigo leitor, ele chega até o fim da página e o que ganha?
Uma monótona linha sobre direitos autorais, e nada mais. ¬¬
O rodapé é uma parte importante do blog, é onde você "se despede" ou agradece de alguma forma seu leitores mais fiéis: aqueles que chegam até o fim da página :).

Então, de acordo com o cara, é uma baita sacanagem não ter nada de interessante lá.

E eu concordo com ele.

Por isso, acabo de lançar a mais nova e futuramente célebre seção do meu blog, entitulada "A sábia sabedoria do sabiá que sabia assobiar". Pelo título já se percebe que não será nada de útil. Mas eu não disse que seria também, disse que seria interessante, não útil.

Nela, vou postar de tempos em tempos, quando der na telha, frases célebres de pessoas que melhor fariam se tivessem ficado caladas, com os respectivos créditos sempre que possível, ou minhas impressões sobre qualquer lance polêmico que esteja acontecendo no momento. Sempre num estilo descontraído e objetivo.

A primeira pérola já tá ali, no rodapé da página, esperando por você. Espero que curta. ^^

Abraço!

Conectado. E meio perdido.

Filósofos gregos discutiam o ser, Freud explicava que as experiências diárias tem grande importância na formação psicológica, o Dalai Lama agora se comunica com seu povo pelo Twitter e o burro do Shrek diz que nós somos como cebolas: "temos camadas". O que isso tudo tem em comum?

A gente sabe que tudo isso aconteceu. Toda hora a gente sabe de alguma coisa nova - ou antiga - que aconteceu.

Nunca se produziu tanta informação. Ou melhor, nunca se teve tanto acesso, tanta publicidade.

Fico pensando quais seriam as consequências disso. Digo as ruins, porque as boas são óbvias demais. E não digo consequências em larga escala, como sociedade. Digo na minha vida, na vida de um reles indivíduo comum.

Por exemplo, já várias vezes acordei com a cabeça a mil, pensando em um monte de coisa ao mesmo tempo e, quando isso acontece, meu dia não costuma ser produtivo. Canso mais rápido, fico tenso mais fácil e, como não sou de descontar estresse nos outros, demoro mais a relaxar depois.

O fato é que acordo assim geralmente quando, no dia anterior, passei horas e horas na frente de um monitor de computador, lendo, lendo e lendo. Muito pouca coisa que preste, é verdade, mas ainda assim passo muito tempo na internet. Eu e uma parte considerável da nossa civilização.

E esse é só um detalhe que eu percebi. Você que tá lendo deve ter também seu momentos de "efeitos colaterais" da net.

Bom, por isso que eu digo que vou ter que dar um jeito de sair mais com os amigos. Hora de ressuscitar aquele velho sorvete no fim de semana ou de achar uma menina legal pra me fazer companhia.

Vou fazer isso (eu acho! :P). Depois eu posto aqui como foi. rsrsrs

segunda-feira, 24 de maio de 2010

De volta ao batente!

Depois de duas semanas parado por causa dessa confusão de concurso, médico, viagem e etc, volto hoje a trabalhar de verdade. Tô até feliz por isso. Estranho... hehehe

sexta-feira, 21 de maio de 2010

boring...

noite chatinha... bom que amanhã é outro dia :)

terça-feira, 18 de maio de 2010

"Eles não vão pra copa!" VIII: Espanha

Quem não vai: ninguém, e esse é o problema!

O que eu acho: a Espanha, essa sim, tá levando o que tem de melhor! E o que eles tem de melhor é bom mesmo. Até no banco tem craque. Vai dar trabalho!

A nossa sorte é que a Espanha tem aquela urucubaca de nadar, nadar e morrer na praia. É só ver o exemplo recente da Copa das Confederações, onde perderam nas semi pra zebra Estados Unidos.

"Eles não vão pra copa!" VII: Portugal

Quem não vai: João Moutinho, meia do Sporting de Lisboa, Manuel Fernandes, também meia, do Valencia e Ricardo, goleiro, não lembro em que time joga... rs

O que eu acho: O Moutinho é meio que um xodó da torcida, é novo e dizem que muito bom de bola, uma promessa. Nunca o vi jogar, mas, pela propaganda, acho que vai fazer falta. Tá na lista de espera. O Ricardo costumava ser um excelente goleiro e foi ídolo lá em Portugal na época do Felipão, pouco tempo atrás. Teve a missão de substituir o lendário Vitor Baia, que todos os técnicos antes do Felipão convocavam mas ninguém entendia porquê. Eu há um tempo não ouço falar do Ricardo, sinceramente, não sei que rumo tomou, mas certo é que se estivesse disponível e bem seria titular nessa seleção. O Manuel Fernandes, bom, é português e se chama Manuel, então o folclore humorístico do Brasil nos ensina que não pode ser lá grandes coisas... hehehe

"Eles não vão pra copa!" VI: Inglaterra

Quem não vai: Bridge

O que eu acho: Quem é esse Bridge mesmo? ¬¬

O que eu acho II: Que ataque sofrível esse da Inglaterra! Tira o Rooney e só sobra porcaria! Se espremer os outros cinco convocados, não dá caldo pra meio Rooney, cruz credo!

"Eles não vão pra copa!" V: Alemanha

Quem não vai: Kevin Kuranyi, Metzelder

O que eu acho: Eu não vou ficar nem um pouco triste por não ver a dupla na Copa. Nadinha mesmo. Agora, justiça seja feita, o Kuranyi só faltou fazer chover essa temporada no time dele lá na Alemanha. Pena que o campeonato deles não passa por aqui.

Em tempo: o Ballack, do Chelsea, também não vai, por ter sofrido uma lesão grave justo no último jogo da temporada. Muito azar, dele e da seleção alemã, onde seria capitão.

"Eles não vão pra copa!" IV: Holanda

Quem não vai: Van der Sar, Seedorf e Van Nistelrooy

O que eu acho: O Van der Sar é uma lenda e todo mundo que entende um pouquinho de futebol gostaria de ver o goleirão fazendo seus milagres na Copa, mas ele pediu pra não ser mais convocado, então, paciência. Nistelrooy é aquele centro-avante estilo poste, em quem a bola bate e entra... Sempre! Aquele caso clássico de jogador que não sabe muito, mas tem estrela. Veterano, não vai fazer falta.
Agora, presta atenção nessa: o Seedorf, eu acho, também não vai fazer falta. Eu sei, isso soa como um sacrilégio pra mim também, mas é verdade, e tem uma implicação muito séria: a Holanda é fortíssima candidata ao título. É só ver que eles contam com nada menos que Robben, Sneijder e Van Persie do meio pra frente! Vai ser bonito de ver!

"Eles não vão pra copa!" III: Itália

Quem não vai: Francesco Totti, Cassano e Mauro Balotelli

O que eu acho: Totti é craque, isso é indiscutível. Mas vem de longo tempo parado por contusão, voltou a jogar a duas ou três semanas. Achei acertada a decisão do técnico italiano, que, aliás, de bobo não tem nada. O Cassano é outro bom jogador, eu levaria, mas não chega a ser um absurdo ele ser deixado de fora. O Balotelli é uma versão light e italiana do nosso Adriano, com todas as suas crises de identidades e frescuradas. Bom de bola, mas não merece defender as cores do país até aprender a ter postura profissional.

"Eles não vão pra copa!" II: Argentina

Quem não vai: Zanetti e Cambiasso, da Inter de Milão, Riquelme, do Boca, Gabriel Milito, do Barça e Gago, do Real.. ufff...

O que eu acho: O Cambiasso, pra mim, realmente vai fazer falta. Tudo bem, a Argentina já tem o Mascherano, mas, numa eventual falta dele... Nosso amigo Diego Maradona se preocupou muito com o ataque e formou uma defesa bem mais ou menos... O Gabriel Milito, pra mim, teria vaga numa zaga formada por Demichelis, Heinze, Otamendi e outro bonde lá que eu nem lembro quem é agora...
Mas, agora, cá pra nós. Como tá boa a safra de jogadores argentinos, hein? Pra perceber isso, basta olhar a lista de esquecidos aí de cima, juntar com a de convocados (que é de alta qualidade também) e ainda com os hermanos que tão fazendo sucesso por aqui, como o Guiñazu e o D'Alessandro no Inter, o Herrera do Botafogo (ele é argentino, né? hehe) e, claro, o Conca do Fluzão.
Bom pro futebol!

Sorte nossa que o técnico deles é o Maradona. =D

"Eles não vão pra copa!" I: França

As listas de convocados geraram polêmica não só aqui no Brasil. Como apreciador de futebol, viciado em PES e figura certa nos babas de terça, quinta e sábado, me senti no direito e na obrigação de falar sobre isso. Então, vou fazer alguns posts sobre alguns figurões que não vão estar no mundial que começa em menos de um mês, país por país. Vou começar pelo caso que mais me causou indignação: a França.

Quem não vai: Mexés e Nasri da Roma, Vieira, do Manchester City e Benzema, atacante do Real Madrid.

O que eu acho: Como diria o filósofo Neto (tem q ser filósofo, pq comentarista aquilo não é nem aqui nem na China): "Tá de brincadeira!" o senhor técnico da França de não levar o Benzema! Vá lá que ele não fez uma temporada brilhante no Real, mas o cara vai levar os geniais Briand (???????) e Ben Arfa (*_*). O ser acéfalo deve estar achando o máximo poder contar com o cracasso Anelka e com o finado Henry "mão boba". Tá, peguei pesado, mas o fato é que a França não tem poder de fogo pra abrir mão de um centro-avante como o Benzema.

Nasri também merecia uma chance, mas é novo, vai ter tempo.

Vieira já tá velho... Tá, eu queria ele no Flu, admito hehehe mas mesmo assim...

Quanto ao Mexés, é bom zagueiro, mas não deve fazer taaanta falta assim...

Bem melhor

O discreto band-aid aí da foto é bem menos incômodo do que o curativo gigante da semana passada. Melhora significativa nesses últimos 10 dias, e a primeira etapa do tratamento tá quase concluída. Agora, mais uma semana de antibióticos - já é o quarto tipo diferente ao longo do tratamento! - e, daqui a um mês, tudo correndo bem, fazer a cirurgia pra retirar o cisto (ou seja lá o que realmente for essa coisa que tá enchendo o saco).

Outra boa notícia é que já posso ir pra casa, e devo estar indo amanhã (me convenceram a não ir hoje ¬¬).

Então, tradicionalmente, vamo que vamo! :)

Abraço.

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Friendship

Tem gente que não nasceu com a menor vocação pra demonstrar carinho, mas que sabe sentir. Tem gente que se preocupa tanto em demonstrar qualquer emoção, que não se dá tempo suficiente pra sentir, achando que abraços e palavras são capazes de produzir sentimento. Não são. Não sozinhos.

Pra se gostar de verdade de alguém, é preciso viver a pessoa primeiro, perder tempo com ela e pensando nela, fazer planos. Não planos de vida, megalomaníacos, pra sempre... Planos de um fim de semana, de uma conversa, do que realmente constrói laços.

É preciso criar essa centelha inexplicável que nos dá a capacidade de suportar as excentricidades alheias e de até gostar delas. É preciso paciência, tempo, cautela. Que nos pareça "vantajoso" - num sentido bem peculiar, dado o costume que temos de associar "vantagem" a conceitos materiais, como dinheiro ou status - manter essa centelha acesa. Que isso - manter - seja bom, importante. Pra gostar, é preciso se comprometer pelo menos um pouco.

Tem gente que realmente parece gostar de mim. E tem gente que realmente gosta.

sábado, 15 de maio de 2010

Dando estilo ao seu blog!

Um fenômeno interessante ocorreu nos últimos dias. Vários amigos meus resolveram também se aventurar pelas veredas do mundo blogueiro, ou seja, criaram um blog (XD) ou apenas divulgaram os que já tinham, mas não contavam pra muita gente.

Achei legal. Saber o que esse povo pensa é interessante, e a existência desses blogs todos é garantia de sempre ter o que fazer na net. Minha lista do painel do Blogspot tah enchendo.. hehe

Mas, como a maioria é marinheiro de primeira viagem - como eu -, resolvi dar aqui umas dicas de como melhorar o visual sem precisar se preocupar com códigos ou programação.

Bom, eu tentei basicamente dois caminhos pra customizar o meu, e recomendo os dois.

O primeiro, é utilizar um dos milhares de templates prontos que você pode baixar pela net afora. Pra encontrá-los, é só dar aquela velha "googlada" procurando por "templates blogger" ou "templates blogspot" ou qualquer expressão que o valha. Depois de encontrar um template que te agrade, você vai no seu painel do blospot, clica em "Design" e vai em "Editar HTML". Ali, faz upload do arquivo do template que você baixou, e pronto! Seu blog tem uma nova cara!

A "desvantagem" desse método é que, se não souber editar HTML/CSS, seu site vai ficar exatamente com o mesmo visual do de qualquer outra pessoa que use o mesmo template. Mas isso não chega a ser uma tragédia... Dá pra conviver com isso. hehehe

O segundo método (pra mim, o mais interessante), é usar o novo designer de testes do próprio blogspot, que, por enquanto, só tá acessível se você fizer login pelo "Blogger in Draft". Então, quando for editar teu blog, ao invés de fazer login pela página inicial do Blogger, faça em draft.blogger.com.

Feito o login, você vai - como de costume - em "Design" e depois clica em "Designer do modelo". Aí, você vai poder mudar praticamente tudo no visual. Você vai ter que se basear em um dos 15 modelos existentes, mas pode editar tantas características do que você escolher, que seu blog vai ficar com a cara que você quiser, ou pelo menos bem próximo disso. :)

Tem um blog muito bom sobre esse tema de personalização. Confira aqui.

Bom, espero que ajude.

Abraço!

sexta-feira, 14 de maio de 2010

Espero...

...estar preparado pro que parece estar por vir, porque, agora, tô sentindo falta. Falta de mim mesmo.

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Sou brasileiro, dou pitaco!

Tá, eu resisti o quanto pude, mas me soou meio absurdo eu, sendo eu, não dar aqui minha opinião sobre a convocação do Dunga. hehe

Então, pra mim o grupo é bom, e é exatamente o que a gente esperava do Dunga mesmo... O povo se iludiu com outros nomes porque quis, mas no fundo todo mundo sabia que o time é esse.

Claro, o Ganso e o Ronaldinho sozinhos são melhores que todo o meio-campo do Brasil, exceto talvez pelo Kaká, mas, no geral, fiquei satisfeito. Dá pra gente brigar de igual pra igual com todo mundo. Até com a Espanha, pra mim o melhor time do mundial tranquilamente.

Agora é torcer pra tudo dar certo, e pro Josué e pro Júlio Batista quebrarem a perna e o Dunga chamar quem realemte sabe jogar bola.rsrsrs

O quê? Achou crueldade o negócio deles quebrarem a perna? Mas pq? Eles não usam as pernas pra nada que preste mesmo...

terça-feira, 11 de maio de 2010

Delicadeza e doçura não fazem muito sucesso

Não sei exatamente o motivo, mas tenho voltado a acreditar nessas coisas:


"..."

"A gente estende a alma sob o sol
e cuida até brotar outro futuro amanhã..."

Outro Futuro - Leoni

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Visual novo, de novo!

A verdade é que eu não tava satisfeito. O blog tava simpático, mas não tava elegante. Agora alcancei o efeito que eu queria! Agora, tá me parecendo simples e elegante ao mesmo tempo. Agora, tá com a cara que eu queria. E o mais legal é que eu obtive o resultado meio no chute, mudando coisa aqui outra ali, quase às cegas.

Mas ficou bom, né? Ou não?

Bom, dê sua opinião aí nos comentários se ficou melhor ou pior, ou quais detalhes tavam melhores antes. Pode dar pitaco aí, sobre o esquema de cores, o tamanho da fonte, a imagem do cabeçalho e qualquer outra coisa que vocês achem que eu possa melhorar. Combinados? Então, vamo que vamo!

Abraço!

Ainda vale a pena?

Casamento é um assunto complicado hoje em dia. Mas a Taís, como sempre sábia, escreveu tudo que você precisa saber sobre o assunto de uma maneira bem simples: contando a experiência dela.

Leitura obrigatória pra qualquer um que ainda alimenta a esperança de encontrar alguém com quem compartilhar a vida.

Leia aqui.

Mas leia mesmo, pq o texto vale a pena!

Abraço!

"Fotografia"



Hoje o mar faz onda feito criança
No balanço calmo a gente descansa
Nessas horas dorme longe a lembrança
De ser feliz
Quando a tarde toma a gente nos braços
Sopra um vento que dissolve o cansaço
É o avesso do esforço que eu faço
Pra ser feliz
O que vai ficar na fotografia
São os laços invisíveis que havia
As cores, figuras, motivos
O sol passando sobre os amigos
Histórias, bebidas, sorrisos
E afeto em frente ao mar.
Quando as sombras vão ficando compridas
Enchendo a casa de silêncio e preguiça
Nessas horas é que Deus deixa pistas
Pra eu ser feliz
E quando o dia não passar de um retrato
Colorindo de saudade o meu quarto
Só aí vou ter certeza de fato
Que eu fui feliz
O que vai ficar na fotografia
São os laços invisíveis que havia
As cores, figuras, motivos
O sol passando sobre os amigos
Histórias, bebidas, sorrisos
E afeto em frente ao mar.

Por: Leoni, Léo Jaime

domingo, 9 de maio de 2010

Curativo novo

Eu acredito que as coisas acontecem no tempo certo, e que antes de acontecerem a gente já tinha vivido alguma experiência que nos preparou pro agora. Ou isso, ou o agora é justamente a preparação pro que tá vindo por aí.

No momento, espero que seja o último. Que esses dias que tô sendo obrigado a ficar por aqui me façam preparar o espírito e a cabeça pra vida nova que deve começar em breve, pra nova casa e pros novos personagens.

Pra eu aprender a lidar com a distância, com a ausência das pessoas que aprendi a gostar nessa mais de uma década em Una, minha cidade do coração.

Ah, sim. Sobre o título: troquei o curativo hoje. =)

Começou!

O Brasileirão indiscutivelmente é um dos campeonatos mais disputados do mundo. Ano passado, foi emocionante até o fim pra maior parte das equipes, muito equilibrado. Vá lá que, às vezes, é também um dos mais difíceis de assistir, dada a "qualidade" do futebol apresentado em alguns jogos... Mas, enfim.

Esse ano começa, de novo, com a maioria das equipes em nível bem parecido. O Santos deve dar trabalho, mostrou isso ontem, diante do Botafogo, num bonito empate por 3 a 3 jogando com time misto. Mas, no Brasileirão, começar bem não significa muita coisa, porque o campeonato é longo e as janelas de transferências estão aí pra mudar as caras de todos os times em momentos importantes da competição.

Isso que é o legal. É imprevisível. Claro que tem gente que entra já com o objetivo de não cair, mas muita gente vem de olho no título, com chances boas.

Pro Flu, espero um campeonato tranquilo, com pelo menos vaga pra Sulamericana e brigando o tempo todo por Libertadores. Hoje, no Castelão, jogo complicado contra o Ceará. Complicado pela pressão da torcida, pelos desfalques do Flu, principalmente no ataque e pela vontade do Ceará de mostrar que voltou à primeirona pra ficar.

Vamo ver que bicho dá. =)

sábado, 8 de maio de 2010

Um lado bom, um ruim


Essa semana foi interessante. Alguns acontecimentos importantes.

Na quarta, a gente - eu, minha mãe e meu irmão - ficou sabendo que passou num concurso público. Maravilha, todo mundo feliz, etc, etc... Tarde passou veloz, todo mundo arrumando documentos pra levar pra prova de títulos.

Quinta-feira passamos na estrada, a caminho da João Neiva, no ES, casa da minha vó. Viagem tranquila, chegamo aqui de noite. Tudo muito bom, exceto por uma dorzinha chata no cisto que apareceu no meu rosto umas semanas atrás.

Seexta-feira, entregamos os documentos rapidinho e, ao mesmo tempo, a dor aumentou muito (e minha cara ficou numa situação bem feia, mais que o normal kkkk). Fui ao médico, ele marcou uma drenagem no cisto, que tava inflamado.

Finalmente, hoje. Dia de fazer a drenagem. Como pobre não presta nem pra adoecer direito, a anestesia não "pegou". E olha que o médico usou o dobro da dose recomendada! O processo da drenagem sem anestesia, como você pode imaginar, não foi exatamente agradável, mas enfim, tá feito.

O problema é a situação do cisto estava um pouco pior do que o primeiro diagnóstico. Resumo da ópera, vou ter que ficar por aqui mais uns dez dias pra terminar a recuperação.

Não eram meus planos, mas tudo bem.

Como de costume na minha vida, a parte boa supera com folgas a ruim. Graças a Deus.

=)

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Pouca coisa se compara...

... a encontrar a trilha sonora certa pro seu dia. Aquela que traduz exatamente seu estado de espírito.

Hoje, noite regada a "Little Joy". Muito bom!

"E onde a sorte há de te levar, saiba: o caminho é o fim, mais que chegar!"

domingo, 2 de maio de 2010

O que importa...

É sentir o valor das coisas simples;
Saber tranformar um gesto num presente, uma frase num dia ganho, um momento numa boa lembrança...
É sentir saudade, lembrar de desejar boa noite a quem mais te faz bem...
É saber que há quem cuide de você, quem torça, quem ria (de e com você)...
É olhar pruma janela e perceber que lá fora... é só o começo. Que você está protegido...
É entender que vale a pena amar, desde que isso não te impeça de viver... e que viver é muito menos interessante se, por escolha prória, se impede de amar.
É ter alguém que diga "vc eh um anjo", mesmo tendo perfeita noção dos seus defeitos...
É de surpresa perceber que é mais importante na vida de alguém do imaginava (ou até mesmo do que pretendia)
É de surpresa perceber que alguém é mais importante pra sua vida do que você "planejava".
É saber rir das ironias, das reviravoltas da vida. E que só vai ter uma chance para isso.
É lutar por quem você gosta, enquanto isso não te privar de lutar por si mesmo.
É enxergar por um outro ângulo...
Saber dar de ombros pro resto do mundo de vez em quando.
E ter certeza que, quando essa fase passar, todos os seus amigos estarão te esperando ainda.
O que importa é estar onde sinta paz de verdade.
É não cair na loucura de acreditar que ninguém é de ninguém.
É ser romântico e racional na medida certa...
É rir de coisa nenhuma e passar por louco às vezes...
É ganhar um sorriso de volta.
O que importa geralmente não é caro, não dói, nem é difícil...
O que importa é ser feliz...

Sutis mudanças

Oi!

Resolvi organizar um pouquinho mais o blog através de duas mudanças simples. Primeiro, a tag "Boas vindas" foi substituída por "Sobre o blog" e, sempre que eu for mudar alguma coisa por aqui vou estar postando nessa categoria, pra que vocês, leitores, não fiquem perdidos.

A segunda, criei a categoria "Tops". Nessa, vão estar os post que eu considero realmente imperdíveis. A idéia é tornar os melhores posts mais acessíveis, já que eles não vão ficar pra sempre na primeira página do blog, entende? Então, vale a pena ficar conferindo de vez em quando a "Tops".

O próximo post vai estrear essa nova categoria com um texto que fiz ano passado. Acho que foi o melhor que já consegui escrever e espero sinceramente que gostem e comentem.

Antes de postá-lo, quero agradecer a Graci, que foi quem me "inspirou" a escrever. hehe

Então, todo mundo ciente das mudanças, vamo que vamo!

Abraço!

quinta-feira, 29 de abril de 2010

"Melhor pra mim"

Sabe, não vou descrever essa música. Ela me lembra uma época legal, então tô postando. Espero que curtam!

Abraço!

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Revoltado!

No último minuto de um jogo que vale vaga na final da Champions, seu time precisando de um gol pra se classificar, com um escanteio a favor e NÃO jogar a bola na área, é um absurdo!

E aceitar que o Barça - logo o Barça! - faça uma m... dessas!

Tá de brincadeira!

Tô revoltado! REVOLTADO! Que m...@!

É hoje!

Se estou exagerando, então cruzei o limite entre "normal" e "exagerado" por bem pouco, mas de qualquer maneira, me arrisco a dizer que o Barça x Inter de Milão dde hoje à tarde é O JOGO dos últimos cinco anos. Por ser da Champions, por ser decisivo, pelo clima que se criou, pelo 3 a 1 pra Inter no jogo de ida e, principalmente, por ser Barça x Inter de Milão. Duas equipes que, nos últimos anos, tem mostrado pra todo mundo o que significa o termo "futebol". Então, todos na TV de tarde, porque vai ser um espetáculo!

Abraço!

domingo, 25 de abril de 2010

O Teatro Mágico tira onda!

No vídeo, um pedaço de um show do Teatro Mágico. Antes e depois de executar a música "Realejo", eles fazem uma "homenagem" a grandes nomes da nossa música, como Latino, Armandinho, e cia. rsrs Vale a pena conferir.

terça-feira, 20 de abril de 2010

De meninas e noites...

Elas podem ser difíceis, podem ser indecifráveis, elas podem te levar à beira da loucura.

Mas, é fato, e não há como negar: muito mais que tudo isso, o simples toque de uma menina tem o poder de dar sentido à vida, ainda que por alguns instantes.

sábado, 17 de abril de 2010

Vento no litoral

Fato que é uma música meio pra baixo, tudo bem, é triste. Mas é... putz, é... enfim...
Agora, interpretada em dueto com a Cássia Eller, aí sim, aí fica ....!!!!


"Oito anos"

Esse é o título de uma música bem legalzinha do Kid Abelha (ou só da Paula Toller, não tenho certeza), cuja letra eu posto ali embaixo. Enquanto estiver lendo, perceba a relação entre o título e a letra. Lá vai:


Por que você é Flamengo
E meu pai Botafogo?
O que significa
"Impávido Colosso"?
Por que os ossos doem
Enquanto a gente dorme?
Por que os dentes caem?
Por onde os filhos saem?
Por que os dedos murcham
Quando estou no banho?
Por que as ruas enchem
Quando está chovendo?
Quanto é mil trilhões
Vezes infinito?
Quem é Jesus Cristo?
Onde estão meus primos?
Well, well, well
Gabriel...
Well, well, well
Well
Por que o fogo queima?
Por que a lua é branca?
Por que a Terra roda?
Por que deitar agora?
Por que as cobras matam?
Por que o vidro embaça?
Por que você se pinta?
Por que o tempo passa?
Por que que a gente espirra?
Por que as unhas crescem?
Por que o sangue corre?
Por que que a gente morre?
Do qué é feita a nuvem?
Do qué é feita a neve?
Como é que se escreve
Reveillón?
Bom, se você realmente entendeu qual a relação entre o título e a letra da música, então agora sabe porque eu não quero ter filhos... ¬¬
Abraço. =)

[CEU] OBMEP

Dica pra quem gosta ou quer ou precisa aprender matemática.

No site da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) estão disponíveis todas as provas desde 2005, se não me engano, e também todas as soluções das questões. Vale a pena dar uma conferida.

Para quem se interessar, é só ir em http://www.obmep.org.br.

Abraço!

quarta-feira, 14 de abril de 2010

Hj de novo?

Tem jogo do Flu hoje.

Há uns meses atrás, isso era motivo de empolgação. Sempre esperava um jogo bom, emoção, jogadas! Peguei até a mania de baixar os melhores momentos depois das partidas, pra ficar assistindo quando desse na telha...

Mas agora, tá feia a coisa.

Mas, quem sabe hoje... Quem sabe o aclamado "Time de Guerreiros" da reta final do Brasileirão passado resolve ressurgir do exílio?

Essa é a esperança. hehe

terça-feira, 13 de abril de 2010

Aqui...

Me sinto seguro aqui... Com minhas poesias-de-meia-pataca, meus versos, minhas filosofias de orkut e msn.
Com minha paixão clubística, minha curiosidade pelas coisas e minha crença na não-contradição entre ciência e Deus.

Me sinto bem assim, com minha racionalidade irresponsável, meu amor por lecionar e minha indignação pela falta de respeito com que tratam(os) o conhecimento.

Com tudo o que eu sou, e com tudo o que meus amigos são por mim. Com tudo que preciso e já tenho, e tudo que acho que preciso e não lembro de tentar conseguir.

Me sinto. Essa é a mágica!

Essa foi f...!

Eu nem vou me dar ao trabalho de comentar esse vídeo. Você assiste aí e depois comenta, tá?

Sem lógica, por favor.

É, vou ter que repetir (de novo hehe) o que a Taís sempre diz: "As melhores coisas chegam quando menos esperamos". Mais pura verdade.

Às vezes a gente se surpreende e acaba percebedo que o mais "lógico", o mais "politicamete correto" nem sempre é o mais interessante, o que te faz mais feliz e nem o que é mais verdade. Tive duas provas disso nesses últimos dias.

Esperava de duas pessoas diferentes, duas atitudes opostas, mas, na hora, as duas mostraram exatamente o contrário do que eu esperava (tá, isso ficou confuso... qualquer coisa, lê de novo que tu entende hauhsuashua). E foi massa! Uma me decepcionou, mas foi bom pra eu perceber que eu erro nos julgamentos às vezes. A outra me impressionou positivamente (bem prosa ruim isso de "impressionou positivamente", mas vai ficar assim mesmo), e fez o momento valer a pena.

No final, descobri o que eu já suspeitava: as atitudes devem seguir o que a situação pede. Quando é pra ser racional, é pra ser racional. E quando é pra "cair no cacau", é pra "cair no cacau" mesmo!

A sabedoria está em perceber quando é quando. Mas isso a gente aprende com o tempo. hehe

Portanto, caro(a) amigo(a), "caia no cacau" de vez em quando! A gente só tem essa chance.

Abraço!

domingo, 11 de abril de 2010

Eu preciso estudar mais!

Na verdade, eu já sabia disso a algum tempo. A prova de hoje, do concurso pra professor do ES, foi só mais um lembrete. Se bem que, quem faz uma prova organizada pela Cespe tem sempre grande chance de sair com essa impressão. Mas, de qualquer maneira, o sistema tá realmente bruto, e eu tô parado a muito tempo!

Hora de sair do lugar, Mariano!

Vamo que vamo! hehehe

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Coisas do showbol

É um barato acompanhar craques do passado de volta à ação no Showbol. E no campeonato brasileiro dessa modalidade, que já tá rolando, aconteceu um dos lances mais curiosos que eu já vi: a "paradinha 360".

O autor do malabarismo é o Djalminha. Confira no vídeo:



Ele disse que levou azar nessa, mas prometeu acertar na próxima!
hehe
vamo ver...